Conheça a influência da diabetes na saúde bucal

influência da diabetes na saúde bucal

O corpo pode sofrer de diversas disfunções que afetam outras regiões, como a saúde dos dentes e da boca. Nesse sentido, uma das disfunções que afetam diretamente a região bucal é a diabetes.

A diabetes é uma doença crônica, que pode ser tanto de origem genética como adquirida, sendo caracterizada pela ausência da produção de insulina pelo corpo, que é o hormônio que controla a glicose no sangue e que transforma o que comemos em energia.

Por conta desse processo, o diabetes pode afetar várias regiões do corpo, principalmente quando não é bem tratada, levando em alguns casos a extração de dente. No presente artigo abordaremos a relação entre diabetes e a saúde bucal.

Relação entre saúde bucal e diabetes

Pesquisas recentes apontam que pessoas com diabetes possuem uma maior predisposição a doenças bucais, principalmente a gengivite e a periodontite. 

Além disso, pessoas que possuem problemas bucais e que têm diabetes apresentam um alto risco de potencializar o problema glicêmico. Essa predisposição acontece porque pessoas diabéticas estão mais suscetíveis a infecções, devido a queda da imunidade.

Por isso, pessoas que possuem diabetes precisam cuidar dos dentes e da boca, o que assegura uma melhor qualidade de vida. 

Pessoas diabéticas desenvolvem maiores problemas gengivais, pois a circulação da boca é prejudicada.

Mais ainda, indivíduos que possuem implante dentário também precisam tomar cuidado com os índices glicêmicos, pois podem prejudicar o tratamento.

No tópico abaixo abordaremos sobre algumas doenças que podem ser causadas pelo diabetes.

Doenças bucais associadas à diabetes 

Como vimos, há uma relação bastante próxima entre saúde bucal e pessoas com diabetes. 

Neste tópico abordaremos sobre algumas disfunções bucais que um diabético pode desenvolver.

  1. Doença periodontal

As doenças periodontais e a diabetes apresentam uma relação bastante complicada, sendo que uma influência no surgimento ou complicação da outra, quando não são bem controladas.

A periodontite se desenvolve com o tempo, geralmente, devido a má higienização da boca. Entretanto, pessoas diabéticas podem sofrer com quadros mais graves por conta das inflamações e circulação.

Contudo, cabe ressaltar que o tratamento de doenças periodontais pode melhorar o controle de açúcar no sangue.

  1. Infecções fúngicas

Diabéticos tendem a ter uma imunidade mais baixa, o que os deixa vulneráveis a patógenos diversos e o desenvolvimento de infecções de origem fúngica. 

Alguns problemas desse tipo de infecção que começa na boca são as úlceras e dificuldades de ingestão.

  1. Halitose

Os diabéticos que não estão com a doença controlada podem apresentar um odor característico na boca, similar ao cheiro de maçã podre (conhecido como hálito cetônico).

Além disso, esse problema pode ser potencializado pela falta de uma higiene bucal adequada e o consumo de produtos não muito saudáveis, como o cigarro e as bebidas alcoólicas. 

  1. Xerostomia

Essa disfunção é conhecida popularmente como boca seca e consiste na queda da produção salivar.

Por esse motivo, o portador da diabetes deve aumentar o seu consumo de água, o que impacta no volume de urina, podendo se relacionar diretamente à descompensação da glicemia.

Além dessas disfunções principais que podem ocorrer com o diabetico, outros problemas que podemos citar são:

  • Aftas;
  • Úlceras;
  • Infecções;
  • Cáries.

No tópico abaixo abordaremos alguns cuidados que podem ser tomados com relação a boca (tanto para quem possui dentes naturais, como para quem passa pelo tratamento de aparelho ortodôntico), evitando que a diabetes avance e cause um quadro de disfunção bucal.

Cuidados a serem tomados

Existem alguns cuidados que são essenciais para que a diabetes não afete de forma significativa a boca.

A primeira delas é o controle glicêmico. Isto é, monitorar o nível de açúcar no sangue. Esse controle é feito com testes glicêmicos que podem ser realizados em farmácias ou clínicas, ou mesmo em casa.

O segundo tipo de cuidado que deve ser tomado é a realização de uma higienização adequada e constante. É aconselhável a escovação após as principais refeições.

O terceiro aspecto de cuidado é sempre fazer um autoexame das gengivas, para identificar se há feridas, sangramento ou dor, para que o tratamento seja feito, o que evita problemas maiores.

O quarto cuidado é ir ao dentista regularmente, para verificar a estrutura dos dentes, a qualidade de um tratamento de canal, além de identificar se há um problema para indicar uma terapia e tratamento adequado.

Esses procedimentos ajudam os pacientes diabéticos a terem uma saúde bucal mais qualitativa, trazendo mais longevidade e bem-estar.
Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe da Clínica Ideal, plataforma especializada em marketing e gestão para consultórios e clínicas odontológicas.

Blog com o objetivo de democratizar o conhecimento sobre diabetes e as formas de se prevenir e também cuidar dessa doença. Aqui você também encontra os melhores produtos para controle de glicemia.
Post criado 14

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.