Nefropatia diabética: entenda o que são as lesões nos rins

Já falamos aqui no blog sobre as principais complicações da diabetes, mas hoje vamos falar especialmente da nefropatia diabética, doença que ataca e causa graves lesões nos rins dos pacientes com diabetes.

Acompanhe e entenda o que é, quais os sintomas e tratamentos da nefropatia diabética.

O que é a nefropatia diabética

A nefropatia diabética é uma alteração nos vasos sanguíneos dos rins que causa a perda de proteínas por meio da urina. E quando ela acontece, os rins vão reduzindo sua função, de forma lenta e progressiva, até a paralisação total. 

Como você já deve saber, os rins funcionam como filtros no corpo humano e tem a função de eliminar, pela urina, as substâncias provenientes do metabolismo que não tem mais utilidade. Porém, ao mesmo tempo, eles precisam manter outros elementos que não devem ser descartados, como as proteínas. Pois bem, a nefropatia diabética faz com que os rins  percam a capacidade de filtrar adequadamente essas substâncias.

Uma das proteínas encontrada no sangue é a albumina. Ela possui um alto valor biológico e é capaz de fornecer todos os aminoácidos essenciais para a recuperação do organismo. E quando a nefropatia diabética está em sua fase inicial, o primeiro sinal  é o aparecimento de pequenas quantidades dessa proteína na urina. 

A boa notícia, no entanto, é que esse quadro é controlável e existem exames para detectar o problema ainda nos estágios iniciais.

Sintomas da nefropatia diabética

A doença não costuma apresentar sintomas. Porém, muitos pacientes, no entanto, notam que a urina passa a ficar espumosa e é comum, na fase inicial, o aumento da pressão arterial (hipertensão). 

Outros sintomas são:

  • Inchaço dos pés, das pálpebras pela manhã;
  • Inchaço das pernas pela tarde; 
  • Pressão arterial alta; 
  • Vômitos e náuseas;
  • Fraqueza; 
  • Emagrecimento;
  • Palidez;
  • Alteração da libido.

Tratamento e prevenção da nefropatia diabética 

Na maior parte das pessoas com diabetes, um controle bem feito das taxas de glicemia é o bastante para prevenir a nefropatia diabética. E, mesmo naqueles que já apresentam microalbuminúria na urina, manter a diabetes sob controle evita a piora do quadro.

No entanto, exames frequentes de urina devem ser realizados para detectar a perda de proteínas na urina e assim diagnosticar a doença logo no início.

Quanto ao tratamento e prevenção, além de fazer o acompanhamento médico regular e controlar a diabetes, com o monitoramento dos níveis de glicose no sangue em casa com glicosímetros, é recomendado: 

  • Manter controle rigoroso da pressão arterial, que não deve ultrapassar 14 por 9 (140 por 90 mmHg);
  • Manter os níveis de LDL (o mau colesterol), abaixo de 100mg/dl;
  • Parar de fumar; 
  • Evitar o consumo de álcool; 
  • Evitar o estresse;
  • Tomar os medicamentos ou injetar a insulina;
  • Praticar atividades físicas de forma regular; 
  • Manter uma dieta equilibrada, rica em fibras, proteínas e gorduras boas, e sem alimentos com muito açúcar. 

Por fim, caso já exista perda importante da função renal (insuficiência renal avançada), é necessário se submeter à hemodiálise ou até mesmo à realização de transplante renal.

E agora que você já sabe um pouco mais sobre a nefropatia diabética, que tal conferir outros artigos aqui no nosso blog? E se precisar de produtos para diabéticos não deixe de conferir o site da Maconequi, temos tudo que você precisa para manter sua saúde, bem-estar e qualidade de vida.

Blog com o objetivo de democratizar o conhecimento sobre diabetes e as formas de se prevenir e também cuidar dessa doença. Aqui você também encontra os melhores produtos para controle de glicemia.
Post criado 23

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.