Sintomas da diabetes: saiba como identificar esta doença!

sintomas da diabetes

Quando falamos de diabetes é importante destacar que, quanto mais cedo ele for tratado, menores serão seus efeitos colaterais no organismo. Por essa razão, é fundamental ficar atento aos sintomas da diabetes.  

E para te ajudar nessa missão, elaboramos este artigo para que você conheça os principais sintomas da doença e assim, possa procurar um médico no momento certo. Acompanhe! 

Os principais sintomas da diabetes

Excesso de urina (poliúria)

Esse é um dos sintomas da diabetes mais conhecido e também um dos primeiros que aparecem.

Em condições normais, não se encontra glicose na urina, pois toda a glicose que chega aos rins é reabsorvida e lançada novamente no sangue. Porém, na diabetes, a quantidade de açúcar que chega aos rins é tão grande que ele é incapaz de reabsorver tudo, permitindo a perda de glicose pela urina.

Dessa forma, para eliminar o máximo de glicose possível, o rim precisa produzir um volume maior de urina ao longo do dia.

Sede excessiva

Pois bem, produzindo mais urina, o paciente acaba perdendo mais água do que o normal e por isso acaba ficando desidratado. 

Então, para compensar a falta de água, os diabéticos têm uma necessidade maior de beber água.

Cicatrização deficiente

O excesso de glicose no sangue causa inúmeros distúrbios no funcionamento do organismo, e a dificuldade em cicatrizar feridas é uma delas. 

Assim, pequenas feridas podem demorar mais que o normal para cicatrizarem ou até piorar com o tempo, se o paciente não tiver cuidado com elas.

Problemas de visão 

Visão embaçada, perda de nitidez e da visão noturna, dores nos olhos ou qualquer outra mudança repentina podem ser sintomas da diabetes.

Isso acontece porque a diabetes, com suas altas taxas de açúcar na corrente sanguínea, é um dos fatores de risco para a retinopatia, o glaucoma e a catarata.

A retinopatia pode levar à cegueira ou descolamento da retina, a catarata causa a visão embaçada e o glaucoma é caracterizado por danos ao nervo óptico.

Por isso, ao notar qualquer incômodo na visão, procure seu oftalmologista e verifique sua glicemia. 

Problemas digestivos

Falta de apetite, intestino preso ou diarreia e má digestão também podem ser sintomas da diabetes. 

A doença quando não tratada pode danificar os nervos e vasos sanguíneos do trato digestivo, levando ao aparecimentos desses problemas.  

Cansaço

O cansaço crônico é outro dos principais sintomas da diabetes. Ele acontece por causa da desidratação e pela incapacidade das células em receber glicose, sua principal fonte de energia, por meio da insulina.

Quem promove a entrada de glicose do sangue para dentro das células é a insulina, que no diabetes tipo 1 é inexistente e no diabetes tipo 2 não funciona bem.

Perda de peso

A perda de peso é um sintoma muito comum no diabetes tipo 1, mas também pode acontecer com menos frequência no tipo 2. 

A insulina também é o hormônio responsável pelo armazenamento de gordura e pela síntese de proteínas no organismo. Porém, quando há ausência de insulina, o paciente para de armazenar gordura e de produzir músculos. E ainda por cima, precisa consumir as reservas existentes (proteínas e gorduras) e por isso, emagrece rapidamente.

Fome excessiva

Como as células não conseguem obter glicose suficiente para gerar energia, o paciente passa a sentir mais fome para que, através da alimentação obtenha energia.

Apesar dos pacientes com diabetes do tipo 1 se alimentarem com frequência, a glicose ingerida não é aproveitada e por isso, o paciente está sempre sentindo necessidade de se alimentar.  

Infecções frequentes

A diabetes provoca distúrbios no sistema imunológico e por isso, altera o funcionamento das células de defesa. 

Por essa razão, o diabético pode ser considerado um paciente imunossuprimido e apresenta maior risco de desenvolver infecções, principalmente  infecção urinária, infecções de pele, candidíase e pneumonia.

Cuidados 

Esses são alguns dos sintomas e é bom ficar atento aos sinais de diabetes para procurar um médico se notar a ocorrência de alguns deles, principalmente se você possui um ou mais fatores de riscos, tais como:   

  • idade acima dos 45 anos;
  • ter parentes com diabetes;
  • estar acima do peso e com acúmulo de gordura no abdômen;
  • ser sedentário;
  • apresentar hipertensão arterial; 
  • possuir níveis baixos de colesterol HDL e/ou triglicérides elevados;
  • se mulher, ter tido diabetes durante a gravidez ou ter sido diagnosticada com síndrome do ovário policístico.

Agora, se você  gostou deste artigo e deseja saber mais sobre cuidados com a saúde, continue acompanhando nosso blog. Temos sempre novidades que podem te ajudar a viver mais e melhor e dicas sobre os melhores produtos para diabetes

Blog com o objetivo de democratizar o conhecimento sobre diabetes e as formas de se prevenir e também cuidar dessa doença. Aqui você também encontra os melhores produtos para controle de glicemia.
Post criado 19

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.